Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ads 468x60px

 photo A-Masks_3...gif

22 de abril de 2017

Viegas - A Porrada Come

O cantor e compositor Viegas reúne em seu repertório influências musicais das mais diversas. Se por um lado as bases de suas composições remetem ao dub, dancehall e ragga, segmentos derivados do reggae, sua linha vocal deixa bem clara a importância do hip hop em sua formação musical. Sem deixar de lado o rock e a música popular brasileira.
Nascido e criado em Guaianases, bairro da zona leste de São Paulo, Viegas busca no cotidiano da metrópole sua inspiração para compor letras que trazem à tona problemas recorrentes na sociedade. As referências vocais e de composição vão de Chico Science a Vinicius de Morais, de Bob Marley a Zack da la Rocha. Tamanha versatilidade fez com que Viegas fizesse parte como MC de vários projetos musicais. Dentre eles destacam-se o Dub Del Lest , que explora a veia reggae do artista, e A Filial, que além do hip hop explora sonoridades típicas brasileiras. No show certamente é onde seu trabalho se diferencia de todos os outros, buscando vários tipos referencias, é onde acaba quebrando paradigmas. Quem imagina pelo tamanho de seus dreads que será um show de reggae, ou talvez por suas roupas largas quem sabe um show de rap, percebe que maracatu, samba reggae entre tantos outros ritmos fazem parte da bagagem musical que Viegas tem orgulho de defender.
Com produção da BraBo Films, o clipe traz a resistência da cultura negra através da dança e da simbologia das pinturas da tribo etíope Mursi trabalhando com as sensações que esses símbolos carregam e instigando cada um a ter seus próprios resgates no decorrer do vídeo. O som é feito em parceria com Nixon Silva, que mescla trap, grime com alguma influencia do kuduro e o pagodão baiano conectando com a estética que o Viegas traz em seus sons, sempre valorizando os ritmos percussivos brasileiros. “A Porrada Come” denuncia o uso deturpado das manifestações da cultura negra disseminada por outros sujeitos que não o povo negro, sendo propagada descolada de seu histórico de resistência como somente um produto embranquecido que já não mais emana representatividade.
Quer Saber Mais ?  (Acesse...AQUI)

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
 
Blogger Templates