Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ads 468x60px

 photo A-Masks_3...gif

20 de novembro de 2014

Duro não é o Cabelo duro é o Sistema que não Alisa

Um pouco da Trajetória de Akins Kintê, Filho da Literatura Suburbana
Akins, como poucos,Transforma os Amores e Dissabores do cotidiano Periférico.  Operário da vida diária, nos momentos vagos delicia, briga e enamora as palavras, Autor do livro “Punga” co-autoria com Elizandra Souza (Edições Toró, 2007). Participou de coletâneas literárias como: GRAP antologia poética de jovens talentos (2007). Sarau Elo da Corrente "Prosa e Poesia Periférica".
Participou do recital Negroesia com o escritor Cuti direção Beta Nunes apresentou na Casa das Rosas São Paulo e na livraria Mazza Belo Horizonte.Idealizador, Diretor, Câmera e roteirista do curta “Vaguei nos livros e me sujei com a m... toda” (2007), dirigiu o documentário "Várzea a bola rolada na beira do Coração" 
Um resgate da poesia do sambista e compositor Zeca da Casa Verde foi feito no documentário de Akins Kintê, produzido pela Borá Produções. ‘Zeca: o poeta da Casa Verde’ revela uma história ainda não contada  a vida do sambista da década de 1970 que marcou história nas escolas Rosas de Ouro e Morro da Casa Verde com seus enredos. O filme é feito com imagens e depoimentos de Tonikinho Batuqueiro, Jair Rodrigues e integrantes da Rosas de Ouro. Segundo Jair Rodrigues, Zeca foi um grande poeta. “A primeira música que eu gravei foi em 1977, chamada ‘Dia de Procissão’”.
O documentário também aborda questões como as manifestações da cultura negra, a marginalização dos sambistas, a origem das escolas de samba e a comercialização do carnaval


0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
 
Blogger Templates