Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ads 468x60px

 photo A-Masks_3...gif

18 de setembro de 2014

"Demônios da Garoa" + 70 Anos de Estrada

“Demônios da Garoa” é lenda viva da música brasileira que tem a cara de São Paulo.
Para isso foi necessário encontrar um estilo, uma marca muito própria, uma forma original de interpretar com humor o falar do cotidiano do povo paulistano.
Culturaleste
Em 1994, os Demônios da Garoa entraram para o Guinness Book - Livro dos Recordes Brasileiro, de onde não mais saíram, como o ((Conjunto Vocal Mais Antigo do Brasil em Atividade)) além de receberem o disco de ouro pelo álbum 50 anos.

O grupo paulistano nasceu em 1942, Como "Grupo do Luar" tendo na formação inicial Arnaldo Rosa (vocal e ritmo), os irmãos Antônio e Benedito Espanha (tantã e afoxé), Waldemar Pezuol (violão), Zezinho (violão tenor) e Bruno Michelucci (pandeiro). Hoje, os integrantes são: Sérgio Rosa (pandeiro e afoxé), Roberto Barbosa, o Canhotinho (cavaquinho), Izael Caldeira (bumbo), Ricardo Cassimiro Rosa (percussão) e Dedé Paraizo (violão de 7 cordas).
“Demônios da Garoa”, Que, hoje, todo mundo conhece através de mais de sete décadas da carreira deste surpreendente e animado grupo. É com especial humor, vocais e arranjos bem estruturados, repertorio exclusivo, que os “Demônios da Garoa” comemoram 70 anos em 2013.

Ricardinho é neto do fundador Arnaldo Rosa e, portanto, a terceira geração de Demônios da Garoa. Há 70 anos os “demônios” mantêm o mesmo tipo de vocal. Brincam com sons e palavras, preservando a tradição que os diferenciou há mais de meio século. Mudam os integrantes, mas o estilo continua sempre o mesmo: “Um vocal harmonizado, com cada um cantando de uma forma”, diz Dedé, o mais novo no grupo. Um estilo tão particular que faz com que o público os identifique logo ao ouvir os primeiros versos de uma canção. Principalmente, se for uma composição de Adoniran Barbosa. Foi cantando Adoniran que conquistaram o Brasil.
Costumavam se apresentar em festinhas de amigos, serenatas e em clubes com o nome de Grupo do Luar, já sob o comando de Arnaldo Rosa. Não tinham grandes pretensões, nem recebiam nada em troca, somente os aplausos. De boca em boca, o grupo foi ficando conhecido e pessoas vinham de longe para ouvi-los. Moravam e trabalhavam na Mooca e em bairros vizinhos, como Brás e Belém, bairros onde ficaram conhecidos e sua fama se espalhava rapidamente (Arnaldo trabalhava na sapataria de seu pai, e os irmãos Espanha e Bruno, em uma indústria). Depois de muito ensaio e incentivos dos amigos, resolveram se inscrever no Programa de Calouros, da Rádio Bandeirantes, chamado “A Hora da Bomba”, apresentado por J. Antônio D'Avila, em 1943.
Grupo do Luar - 1942
Arnaldo Rosa, Vocal
Antonio Espanha, Tantã
Benedito Espanha, Afoxé
Zezinho, Violão Tenor
Bruno Michelucci, Pandeiro.
Em março de 1943 na Rádio Bandeirantes, Arnaldo Rosa, Antonio Espanha, Benedito Espanha, Zezinho, Vicente e Bruno Michelucci se apresentaram pela primeira vez como Grupo do Luar, no Programa de Calouros "A Hora da Bomba", comandado por J. Antônio D'Avila. Nesta apresentação, interpretaram a música “Quem Se Aluga, São Miguel”. Encantam o auditório e sob muitos aplausos, conquistaram o primeiro lugar e ganham como prêmio um contrato com as Emissoras Unidas (Rádio: Record, Bandeirantes, Pan-Americana e São Paulo) para fazerem três apresentações semanais. Está dado o primeiro passo para uma longa carreira de sucessos!

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
 
Blogger Templates