Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ads 468x60px

 photo A-Masks_3...gif

12 de agosto de 2011

Cultura Especial - Candeia: Os 3 primeiros

Esse lançamento triplo do Discobertas, selo responsável pelo resgate de pérolas fora de catálogo do Cancioneiro Nacional
Antônio Candeia Filho, 17/8/35 - 16/11/78. Filho de sambista, o menino Candeia até poderia guardar mágoa do samba. Em seus aniversários, ele contava com certa tristeza, não havia bolo, velinha, essas coisas de criança, Com o tempo, aprendeu violão e cavaquinho, começou a jogar capoeira e a freqüentar terreiros de candomblé. Estava se forjando ali o líder que mais tarde seria um dos maiores defensores da cultura afro-brasileira. Arte negra era com ele mesmo.
Diz-se que, ao esbofetear uma prostituta, ela rogou-lhe uma praga; na noite seguinte, ao sair  do carro num acidente de trânsito, levou um tiro na espinha que paralisou para sempre suas pernas.
Foi um custo para os amigos como Martinho da Vila e Bibi Ferreira trazê-lo de volta. De qualquer maneira, meu amor, eu canto, diria ele depois num dos versos que marcaram seu reencontro com a vida.



O couro voltou a comer nos pagodes do fundo de quintal de Candeia que comandava tudo de seu trono de rei, a cadeira que nunca mais abandonaria.
"Os três primeiros" não é exatamente um box, mas traz os três primeiros discos do músico: "Candeia", "Seguinte... raiz" e "Samba de Roda", originalmente lançados no início da década de 1970. Remasterizados por Ricardo Cavalheira, os discos trazem a reprodução das capas originais.

O lançamento não é apenas indicado para fãs do samba de raiz - que agora tem os discos remasterizados - mas também para os novos fãs de samba que, se não conhecem Candeia, tem obrigação de conhecê-lo.

0 comentários:

Postar um comentário

Comente aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
 
Blogger Templates