Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Ads 468x60px

 photo A-Masks_3...gif

Featured Posts

NOSSO CANAL

Inscrevam se e Confira todas as vinhetas do quadro “O Que Rola”...

FOTOS DA Z. LESTE

Nesse Link Acervo de Imagens antigas da Zona Leste..

ROCK e FESTIVAIS

Confira o que Rolou durante esse tempo sobre as Bandas e Fesivais..

NOSSO APLICATIVO

Cadastre e Baixe o nosso Aplicativo em seu Celular..

FACEBOOK

Confira nossa Pagina Oficial...

Sugestões de Pautas 15 dias de Antecedência. Inscrevam se em nosso Canal! https://www.youtube.com/c/Culturaleste8 Imparcial e Independente até o TALO...!!

27 de junho de 2017

“Aonde Nasce o Arco Íris?”

O Coletivo Cultural Sankofa apresenta o espetáculo Aonde Nasce o Arco-Íris?, que, através da história de um menino e sua boneca, trata de questões presentes no universo familiar e escolar de muitas crianças consideradas “diferentes”.
Os personagens da peça apresentam conflitos de famílias que não conseguem conviver com as diferenças que as crianças apresentam e acabam limitando a experiência do brincar na certeza de que estão ”educando”.
O espetáculo já passou por parques, praças, festivais, casas e agora fará uma pequena passagem pelo Itaú Cultural, em seguida ficará em temporada no Viga Espaço Cênico. Nessas férias, será que as crianças e adultos irão descobrir Aonde Nasce o Arco Íris?
Serviço:
Espetáculo ‘Onde Nasce o Arco-íris?’
Itaú Cultural
Dias: 17 e 18 de junho, às 16h
Avenida Paulista, 149 – Bela Vista 
Grátis
Viga Espaço Cênico
Dias: 08, 15, 22 e 29 de julho, às 16h - Sábados
Rua Capote Valente, 1323 – Pinheiros
Ingresso: R$ 40,00
QUEM É ?
Coletivo Cultural Sankofa é formado por artistas-educadores que desde 2012, pesquisam e desenvolvem ações em arte e educação sobre as diversas questões que envolvem os Diretos Humanos. Desde então buscam por meio da experiência estética e política sua maneira de expressão como coletivo, comprometidos com a crítica social aos modelos que desumanizam pessoas.
Endereço: Rua Pangauá, 669 - Vila Re, São Paulo - SP, 03665-010
Quer Saber Mais ? (Acesse...AQUI)

22 de junho de 2017

"Encontro de Cultura Caipira" 11ª Edição

Tradicional festa integra, a partir deste ano, o 1º Circuito de Festas Juninas de São Miguel Paulista para reforçar tradições e costumes culturais de diferentes regiões do Brasil Nos dias 23, 24 e 25 de junho, será realizado o 11º Encontro de Cultura Caipira, organizado de forma colaborativa entre a Fundação Tide Setubal e a comunidade de São Miguel Paulista. 
A tradicional festa que anima a região da zona leste, ocupará, este ano, um novo espaço, na Praça do Morumbizinho, devido a reformas no Clube da Comunidade (CDC) Tide Setubal, que, em breve, será o CEU São Miguel. O público poderá curtir apresentações musicais, feira de artesanato, além de brincadeiras e barracas com comidas e bebidas típicas a preços populares.
A partir deste ano, o encontro passa a fazer parte do 1º Circuito de Festas Juninas de São Miguel Paulista, uma articulação realizada pela Prefeitura Regional, a partir da Casa de Cultura de São Miguel, para promover a integração entre os festejos realizados na região e valorizar a cultura popular.
Serviço:
11ª edição do Encontro de Cultura Caipira
Data: 23, 24 e 25 de junho de 2017, a partir das 17 horas
Endereço: Praça Fortunato da Silveira (Morumbizinho)
Distrito Vila Jacuí, São Miguel Paulista, São Paulo (SP)
Sexta, 23 de junho
17h – Trio de Forró Flor de Muçambe
19h – Casamento Caipira e Quadrilha Junina
 (com o grupo Ao Abrir das Cortinas da Sociedade)
 Amigos do Jardim Lapenna
20h – Jongo de Embu das Artes
21h – Orquestra Sanfônica de São Paulo
Sábado, 24 de junho
17h – Trio de Forró Flor de Muçambe
19h – Congada de Santa Ifigênia
20h – Grupo JabutiCaqui
21h – Casamento Caipira e Quadrilha Junina
 (com o grupo Ao Abrir das Cortinas da Sociedade) Amigos do Jardim Lapenna
22h – Orquestra Piracicabana de Viola Caipira
Domingo, 25 de junho
17h – Trio de Forró Flor de Muçambê
19h – Grupo Catira Botas de Ouro
20h – Grupo Batakerê
21h – Encerramento 
Orquestra de Berimbaus do Morro do Querosene
Quer Saber Mais ? Programação Completa (Acesse...AQUI).

20 de junho de 2017

Sarau – Filhos de Ururaí

Veia e Ventania: Literatura Periférica
O projeto Veia e Ventania tem como objetivo levar atividades artísticas que dialogam com o universo da Literatura e do Livro para as Bibliotecas da periferia de São Paulo: os Saraus. 
Os encontros são feitos por grupos ou coletivos de pessoas que, por meio da mediação e mobilização das comunidades de onde são realizados, proporcionam a aproximação do público com a leitura e a literatura brasileira, criando uma experiência cultural única em seus territórios.
Poetas e atores da periferia de São Paulo fazem intervenções nos vagões da CPTM e Bibliotecas. Andrio Candido, Rafael Carnevalli e Lucas Afonso.Filhos de Ururai
Quem colar nesse Evento vai ta concorrendo a Camisetas em Comemoração ao lançamento do nosso novo Portal 
Serviço:
Sarau – Filhos de Ururaí
Dia 24 de junho 13:30
 Biblioteca Raimundo Menezes
Endereço: Av. Nordestina, 780.
Telefone: (11) 2297-4053
Quer Saber Mais ? (Acesse...AQUI)

18 de junho de 2017

Teatro Nos Parques 2017

A Estreia da décima segunda edição do Teatro Nos Parques sera na Zona Leste !!
O projeto Teatro nos Parques Idealizado pelo Ator/Produtor Edson Caieiro da Cooperativa Paulista de Teatro acontece gratuitamente nos parques públicos de São Paulo com o objetivo de formar público, descentralizar a produção teatral, promover o acesso ao bem cultural em espaços Abertos
Cultura Leste
De 02 de Julho a 27 de Agosto Uma programação incrível nos parques de São Paulo, Grande São Paulo e Interior!
Serviço:
Dia da estreia:Parque do Carmo
Espetáculo: "O Concerto da Lona Preta" - Trupe Lona Preta
02/07 - Domingo - 11h
Espetáculo: "Bichos do Brasil" - Pia Fraus
02/07 - Domingo - 15h
Parque do Carmo:
 (Av. Afonso de Sampaio e Souza, 951 – Itaquera)
Toda a Programação:Gratuita
Programação completa São Paulo e Grande São Paulo:
Bosque Maia
Avenida Paulo Faccini, s/n – Centro – Guarulhos 
11- 6475-9861
09/07 - Domingo – 16h: Le Plat du Jour: Chapeuzinho Vermelho
16/07 - Domingo – 16h: Cia O que de que: Cadê meu nariz?
22/07 - Sábado – 16h: A Próxima Cia: Água
Parque do Trote
Av. Nadir Dias de Figueiredo, s/n - Vila Maria Baixa 
 (11) 2905-0165
15/07 - Sábado - 15h: Cia Fábrica SP: Antígonas
Parque Cemucam
R. Mesopotâmia, s/n – km. 25 Raposo Tavares – Cotia 
 4702-2126
16/07 - Domingo - 15h: Cia Rodamoinho: Um Fusca em Cons(c)erto
13/08 - Domingo - 15h: Cia. Bonecos Urbanos: A Fábula da Criação
Parque Rodrigo de Gásperi
Av. Miguel de Castro, 321 – Vila Zatt
(11) – 3974-8600
23/07 - Domingo - 15h: Cia Truks: Zôo-ilógico
Espaço Verde Chico Mendes
Av. Fernando Simonsen, 566 – Bairro Cerâmica - São Caetano do Sul - 4232-5165
30/07 - Domingo - 15h: Trupe Olho da Rua: Bufonarias II
20/08 - Domingo – 15h: Cia Novelo: Sonho de uma noite de verão
Quer Saber Mais ?(Acesse...AQUI)

16 de junho de 2017

MCs Pela Educação inspira jovens na Periferia

Performance interativa da ONG Gerando Falcões propõe que jovens da plateia com o sonho de ser MC subam no palco. Com a proposta de abordar mensagens de incentivo à educação, cultura e o cotidiano da periferia com alegria e otimismo, o grupo apresenta o projeto “Ostentação da Cultura” com repertório de canções de sua autoria. Secretaria Municipal de Cultura (SMC) leva o grupo MCs Pela Educação,  para uma série de apresentações gratuitas nas Casas de Cultura da Zona Leste.
“Nós nos apresentamos em escolas públicas e espaços da Fundação Casa levando uma mensagem de valorização da educação, tanto a formação acadêmica quando aos aprendizados que a vida nos traz”, explica Le Maestro, coordenador de Cultura e rapper do projeto.
Eles se revezam no palco ao lado de uma b-girl e incentivam a plateia por meio de letras nos ritmos do funk, rap e pop. O encerramento fica sempre com a canção de Belchior, “Como nossos pais”, imortalizada na voz de Elis Regina.
Serviço:
Confira  as apresentações:Todas Gratuitas 
Casa de Cultura Itaquera – Raul Seixas
17 de junho às 15h 
R. Murmúrios da Tarde, 211, Cohab 2
 José Bonifácio- Itaquera. 
Tel.: 2521-6411
Casa de Cultura Itaim Paulista
18 de junho às 16h 
Rua Monte Camberela, Vila Silva Teles. 
Tel.: 2963-2742
 Casa de Cultura São Mateus
23 de junho às 14h 
R. José Francisco dos Santos, 502. São Mateus. 
Tel.: 3793-1071
 Casa de Cultura Hip Hop Leste
25 de junho às 14h 
Av. Sarah Kubitschek 165 – Cidade Tiradentes. 
Tel.: 3396-0106
Casa de Cultura São Rafael
30 de junho às 14h 
Rua Quaresma Delgado, 376 - Parque São Rafael. 
Casa de Cultura Guaianases
03 de julho às 14h 
| Rua Castelo de Leça, s/nº, Jd. Soares.
Tel. 2016-1961.
Casa de Cultura São Miguel Paulista - Antonio Marcos
07 de julho às 15h 
R. Irineu Bonardi, 169, Vila Pedroso 
São Miguel Paulista. 
Tel.: 2037-5009
QUEM É?
O Gerando Falcões nasceu com o intuito de causar transformação social e mudar a realidade das periferias. O movimento começou em 2011, com pequenas ações e grandes ideias do então empreendedor social Eduardo Lyra, na época com 22 anos. No primeiro ano de fundação, o GF recebeu financiamento do Instituto PDR, que profissionaliza projetos de entidades com potencial de gerar alto impacto social. Com o recurso, a organização conseguiu implantar sete projetos socioeducativos, que atingem mais de 100 mil jovens por ano. 
Sediada em Poá, cidade da Grande São Paulo, o Gerando promove a paz em diversas periferias, favelas e presídios, com atuação em três frentes: esporte, cultura e renda. Partindo deste princípio, a ONG oferece ainda oportunidades a egressos, mediante recolocação ao mercado de trabalho.
“Menos muros e mais pontes” é o lema do Gerando Falcões que, com o apoio de grandes marcas, de empresas, de tecnologias e de bons líderes, tem o sonho de transformar a periferia em um lugar mais justo e vibrante.
Quer Saber Mais ?(Acesse...AQUI)

15 de junho de 2017

"6 Gritos para o Infinito" Seleção para Peça Teatral!

Performance Manifesto.
"6 gritos para o infinito" é uma performance que surge do desejo de expressão, catarse e transformação que são intrínsecos ao gênero feminino. Uma reflexão sobre o corpo e o espaço da mulher na contemporaneidade. Qual é o lugar destes corpos na cultura, na família, no trabalho, na maternidade, na política e nas artes? Queremos extrapolar os discursos e experiências de repressão experimentando um corpo cheio de potência, de resistência e de criação.
Dando luz a novas possibilidades de existir e de transformar apoiando-se no prazer e na busca dos próprios sonhos como mote principal dessa jornada.
6 pulsões construídas e reSdas no corpo que anseiam pela colisão com outros corpos. "6 gritos para o infinito" prestes a explodir no espaço. Nosso discurso de renova e avança. Este encontro é um ritual
O Projeto:
Seleção de 6 mulheres de diferentes gerações e localizações para compor o elenco da 1a versão de 6 gritos para o infinito.
Seleção: Carta de interesse respondendo a pergunta:
Que história seu corpo guarda? (1 página) + currículo sucinto.
Email: 6gritosparaoinfinito@gmail.com
Serviço:
Datas: Seleção por e-mail de 12/06 a 20/06.
Encontro com Pré-Selecionados 22 e 23/6.
Ensaios- Disponibilidade para ensaio
 De Segunda a Sexta: Julho (10:00 as 16:00) Agosto e Setembro (14:00 as 18:00).
 Estréia 19/9.
Direção: Gabriela Caraffa. 
Provocadores: Daniel Barra e Carolina Bianchi

13 de junho de 2017

Grafiteiras Pintam Salas em EMEF na Zona Leste

12 mulheres grafiteiras participaram de uma ação que renovou o visual de 16 salas de aula da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Antônia e Artur Begbie, que pertence à Diretoria Regional de Educação (DRE) São Miguel. A escola fica situada no extremo leste da capital, a 35 quilometros do marco central de São Paulo, no bairro Jardim Campos, e é uma das maiores em número de alunos. São 1298 estudantes matriculados em turmas que vão do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e cinco turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) no período noturno.
Uma das primeiras iniciativas para que isso acontecesse foi encabeçada pela Professora de História Juliana Ribeiro da Silva, jutamente com a grafiteira Carla Ruiz. Elas organizaram um grupo de artistas de rua dispostas a contribuir com o trabalho de pintura das salas de aula e o resultado encantou os estudantes. Para Carla Ruiz, é extremamente gratificante poder dar voz aos alunos através da sua arte. “Fiquei muito feliz por ouvir deles que a minha obra traz esperança e que eles se identificam com ela. Espero poder realizar mais projetos como esse e levar cor para outros alunos”, diz a artista.
“Além de trabalhar com a identidade de cada estudante, queremos valorizar a identidade cultural do bairro na escola. A intenção é fazer com que eles se sintam representados também no ambiente escolar. Trazer a cultura urbana do grafite e dar visibilidade para as mulheres artistas é um incentivo ao empoderamento feminino, principalmente por que elas não possuem a mesma visibilidade que os homens”, (Claudia Lucia de Medeiros Diretora da EMEF).
Amanda Pankill, Bela Gregório, Carla Ruiz (Carlota), Bea Corradi, Mônica Ancapi (Santa Mônica), Juliana Ribeiro, Greyce Kelly (Bigbacon), Nenê Surreal, Verônica (Nuvem), Mika, Fefa e Mari Oliveira (Mari - As Gordinhas) foram as artistas que ofereceram o talento em prol da EMEF.
Serviço:
EMEF Antonia e Artur Begbie
R. Ilha de Maruí, 100 - Jardim Campos, São Paulo - SP, 03178-200
Telefone: (11) 2514-7513
Quer conferir a Galeria de Imagens ? (Acesse...AQUI)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
 
Blogger Templates